Linhas de ações

Em 06/09/2015 | Por: Comunicação COFASPI

A COFASPI desenvolve diversos projetos e atividades envolvendo as três dimensões da sustentabilidade: a dimensão ambiental, a social e a ecológica. Buscando a integração, através de uma análise transversal, das relações de gênero e da realidade da juventude rural ressaltando, dessa forma, a subdimensão cultural das comunidades com o objetivo de obter reflexões mais profundas a respeito das dinâmicas existentes nestas e, por fim, fornecendo subsídios para a construção de alternativas eficientes e efetivas para a transformação das limitações e potencialidades detectadas e analisadas.

quem-somos-img-00

Aqui, o termo gênero, “diz respeito à construção social do masculino e feminino, ou seja, aos papéis cunhados e moldados pela sociedade e regidos por valores culturais, religião, leis, posição social, economia e sistema político. Esta categoria de análise aborda todas as formas de relações sociais que contribuem para fixar e perpetuar as identidades e os papéis das pessoas de acordo com seu sexo” (Küchemann, 2000).

Segundo Küchemann (2000), quando trabalhamos com o enfoque de gênero, devemos buscar uma perspectiva sem preconceitos ou estereótipos. Dessa forma, propõe-se que os processos devem ter como objetivo ver, avaliar, apoiar e valorizar o trabalho efetivamente realizado pelas pessoas e seu potencial de mudança. Nesta abordagem deve-se recordar que gênero é uma construção social, independente do sexo e que, atualmente, o gênero feminino tem sofrido exclusão e até invisibilidade nas análises e nas ações de assistência técnica e extensão rural. A cultura atual, com exceções, relega a esse gênero um papel apenas de reprodutor, em um ambiente doméstico, desconsiderando sua participação ativa também como produtora em toda a dinâmica social, econômica e ambiental da sociedade.

As metodologias utilizadas também têm um enfoque no papel da juventude rural nas dinâmicas locais. Observa-se que esta categoria tem também sofrido uma invisibilidade dentro das políticas públicas durante décadas, o que os levou a um êxodo cada vez mais permanente, migrando do Nordeste para Sudeste, Centro-Oeste e em menor escala para o Sul. Em muitas comunidades existe o êxodo temporário associado ao período de colheita em grandes propriedades em outras regiões.

quem-somos-img-001

Existe um fator que interfere cada vez mais na manutenção do jovem no campo, os serviços básicos chegam de maneira irregular e limitada nas áreas rurais. Há limitação ao acesso à informação, saúde, educação, cultura, esporte, lazer moradia, transporte, saneamento e água. Outro fator que interfere nesta manutenção é o acesso à terra, cada vez mais restrita. As propriedades dos agricultores familiares geralmente não conseguem assegurar uma herança que permita a reprodução e produção desses jovens no seu local de origem, afastando os jovens do campo em busca de oportunidades na área urbana.

Correlacionando essas categorias antes excluídas das políticas públicas, ressalta-se o papel destes para assegurar a segurança alimentar e nutricional das famílias. Principalmente as mulheres, que são as principais responsáveis pela alimentação da família e geralmente cultivam e criam nos quintais de casa, alimentos para o consumo interno.

Dessa forma, as atividades devem integrar essas três temáticas, buscando fortalecer a família, homens, mulheres, jovens e crianças, envolvendo-os em todo o processo produtivo e reprodutivo, permitindo assim uma reflexão sobre a importância de cada um para a sustentabilidade do agroecossistema e da comunidade, possibilitando a construção de alternativas baseadas nas potencialidades e limitações de cada grupo.

Conheça nossas linhas de ação:

1) Assistência Técnica (clique e saiba mais)

2) Implementação de tecnologias sociais de captação de água da chuva para consumo humano e produção (clique e saiba mais)

3) Produção e comercialização de produtos agroecológicos (clique e saiba mais)

4) Desenvolvimento e Sustentabilidade Territorial (clique e saiba mais)

5) PRONATEC Campo (clique e saiba mais)

6) Educação Contextualizada (clique e saiba mais)

7) Comunicação Popular (clique e saiba mais)

 8) Apoio a Práticas de Reciclagem e Educação Ambiental (clique e saiba mais)

9) Promoção do acesso a Políticas Públicas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (clique e saiba mais)

00

Endereço: Fazenda Alagoinhas, S/N, Zona Rural, Jacobina II - Caixa Postal 52
Jacobina/BA - CEP: 44.700-000 - Fone: (74)3622-0017 | Email: cofaspi@cofaspi.com.br